quinta-feira, julho 06, 2006

Não ao arrependimento


Por vezes fazemos coisas que quem está de fora não compreende, tomamos decisões sozinhos que depois são "criticadas" pelos que nos são mais próximos mas, lá no fundo, sabemos que nada nos faria mudar de ideias e nada levará ao nosso arrependimento, nada que nos digam, nada que nos façam, simplesmente NADA.
Claro que essas "críticas" e "repreensões" não são feitas por maldade, devem-se sim ao espanto, à surpresa e, até, à preocupação de quem gosta de nós.
Devemos mostrar arrependimento por aquilo que não fazemos e não por aquilo que já fizemos!


2 comentários:

Fi disse...

Tenx raxao...
Mx ax x penxar axim e um bokadinho difixil..e por x x o arrependimento mataxe(literalmente klaro) era bm mlhr..
bj

joana * disse...

Percebo o q quiseste dizer c isso.
tenho uma opiniao mt propria e mt simples sobre isso...: cada situaçao, ou cada caso, é uma situaçao, ou um caso.
por vezes arrependemo-nos de certas coisas...nao logo mas mais tarde. nao quero dizer q ja me tenha arrependido sobre alguma coisa... mas receio q um dia me possa arrepender. de qlq maneira devemos estar smp conscientes e "naquele momento" a decisao a tomar deve ser aquela que possamos pensar: nao me vou arrepender (plo menos na altura... mais tarde so o futuro o dirá).

oh meu Deus...q confusao, isto é..q portugues! =X